20 de março de 2013

Chamada para novos GAPPs

A Parto do Princípio está mapeando grupos de apoio para a gestantes em todo o Brasil que tenham interesse em se integrar à Rede GAPP (Grupo Apoiado pela Parto do Princípio). Acreditamos que para a mulher conquistar um parto ativo, protagonizado por ela com respeito aos seu corpo e sua fisiologia, não basta que o pré-natal seja limitado às consultas e exames básicos.
Para que as mulheres brasileiras, inseridas em uma cultura cesarista dominante, consigam realizar as mudanças individuais necessárias para terem partos ativos, elas têm que desenvolver autonomia e autoconfiança durante a gestação e precisam de apoio emocional em suas comunidades. E esse é o papel do grupo de apoio.
Chamamos de GAPPs, os grupos de apoio presencial para gestantes e casais, alinhados com os valores da Parto do Princípio. Os encontros dos grupos são gratuitos, periódicos e reúnem gestantes, casais grávidos, pais e mães recentes, além de profissionais de saúde convidados. Nos grupos, os casais podem discutir dúvidas em relação à gravidez e parto, compartilhar experiências, medos e ansiedades com outras mulheres e casais que desejam ou tiveram partos ativos e, através deles, formar suas próprias opiniões e obter indicações de profissionais, maternidades e casas de parto locais.


Como ser um GAPP?


Para ser um GAPP, o grupo deve oferecer reuniões gratuitas e periódicas (semanais, quinzenais, ou no máximo mensais) e promover discussões sobre gravidez e parto baseadas nos seguintes princípios e valores:

- Incentivo ao parto normal e natural;
- Incentivo ao trabalho de enfermeiras obstetras, obstetrizes, parteiras e doulas;
- Incentivo ao atendimento multidisciplinar a gestantes, parturientes e puérperas;
- Incentivo à desmedicalização do parto;
- Incentivo ao parto domiciliar, casas de parto e à humanização do atendimento e da ambientação hospitalar;
- Incentivo ao uso das melhores evidências na prática obstétrica e à observância das recomendações da Organização Mundial da Saúde;
- Incentivo ao aleitamento materno exclusivo até os 6 meses e misto até 2 anos de idade ou mais.

Os GAPPs devem comprometer-se em participar das iniciativas e campanhas de ativismo da Parto do Princípio, como coleta de assinaturas, divulgação de vídeos e materiais informativos, manifestações, blogagens coletivas, dentre outros. Seguem abaixo alguns exemplos de ações:






A Parto do Princípio oferece apoio através de divulgação do grupo no site, indicação de gestantes, suporte teórico quando necessário (através de materiais educativos) e um espaço virtual para troca de idéias e experiências entre as coordenadoras dos grupos. Além dos pré-requisitos acima listados, pedimos que os coordenadores mantenham os dados de seus grupos atualizados.

0 comentários: