29 de abril de 2010

Nascimentos por cesariana batem recorde nos EUA.

WASHINGTON — O número de nascimentos por cesariana alcançou um novo recorde nos Estados Unidos, onde, em 2007, 1,4 milhão de bebês (32% do total) nasceram através do procedimento, indica um estudo publicado nesta terça-feira.

O número de nascimentos por cesárea aumentou 71% entre 1996 e 2007 nos Estados Unidos, segundo o estudo realizado pelo Centro Nacional de Estatísticas sobre a Saúde.
Em 2006, a cesárea se tornou a intervenção cirúrgica mais frequente praticada nos hospitais americanos.
Os autores do estudo acrescentam que o aumento deste tipo de parto, que consiste em fazer uma incisão na parede uterina da mãe, é praticada em mulheres de todas as idades. Entretanto, o maior aumento foi registrado nas mães com menos de 25 anos. Entre 2000 e 2007 foi registrada uma alta de 57%.
As mulheres com mais de 40 anos também são especialmente afetadas. Pelo menos 48% das mulheres que deram à luz entre os 40 e os 54 anos recorreram à cesárea em 2007, contra 23% das mulheres com menos de 20 anos.
O estudo apresenta alguns detalhes sobre as razões deste aumento, mas não menciona a gravidez ocorrida em idade avançada, as cesareanas feitas em função da comodidade ou a evolução das práticas médicas.
Os Estados Unidos não são o único país no qual as cesáreas aumentam exponencialmente. Segundo a Federação Hospitalar da França (FHF), que representa os hospitais públicos, em 2007 o procedimento representou na França 20,1% dos nascimentos, contra 10,9% em 1981. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a taxa mundial se situa em 15%.


0 comentários: